The Weeknd e seu After Hours

Atualizado: Abr 22

Corajoso ou despretensioso, "After Hours", o primeiro álbum completo de The Weeknd em três anos e meio, enquanto o mundo trava uma batalha contra o Coronavírus.


Com críticas imensamente favoráveis foi lançado em 20 de março After Hours, uma semana sombria nos EUA com a chegada arrebatadora do Covid 19, The Weeknd foi na contra mão de artistas como Lady Gaga, Sam Smith, Alicia Keys e Willie Nelson que adiaram seus respectivos lançamentos; Pensando em toda uma estratégia de marketing e ou pela preocupação de parecer surdo ou cego a tragédia que se desdobra rapidamente, a equipe de The Weeknd - incluindo os gerentes de longa data Wassim "Sal" Slaiby e Amir "Cash" Esmailian e altos executivos da Republic Records consideraram a possibilidade de adiar o lançamento do álbum, que inicialmente contaria com o apoiado de uma turnê mundial agendada para iniciar no dia 11 de junho em Vancouver que se estenderia pela América do Norte e Europa até novembro, com outra etapa a seguir em 2021. Mas "interrompi a discussão imediatamente", diz The Weeknd. “Os fãs estavam esperando o álbum, e eu senti que tinha que entregá-lo. O sucesso comercial é uma bênção, especialmente porque as chances estavam contra mim: O streaming caiu 10%, as lojas estão fechadas, as pessoas não podem ir a shows, mas eu não me importei. Eu sabia o quão importante era para meus fãs.”






De fato, muito preocupante, principalmente para o padrão de um artista que acumulou 44 singles e álbuns com certificação ouro ou platina desde sua estréia em 2011. Mas o resultado foi bem acima do esperado para a situação do mundo:2 bilhões de streams globais, quase 2 milhões em consumo global (uma combinação de fluxos e vendas) em sua primeira semana, estreando com facilidade no primeiro lugar nos EUA, e em seu país natal, o Canadá, além de Austrália, Reino Unido, Irlanda, Suécia, Noruega, Holanda, Bélgica, Itália e Nova Zelândia.


Criativamente, o álbum também é um sucesso. Alimentado pelos lead singles de "Blinding Lights" que está atualmente no top 10 no Hot 100 da Billboard e "Heartless", uma combinação de músicas dançantes e melancólicas baladas visivelmente influenciadas por aspectos oitentistas, o que musicalmente desafia seus fãs ao novo e retórico ainda altamente comercial - e reflete emocionalmente a perspectiva de amadurecimento , já que Weeknd completou 30 anos, em fevereiro. Desse modo, ele fez “After Hours” com narrativa áudio visual; Na capa e em seus vídeos ou em aparições noturnas na TV (incluindo "SNL"), The Weeknd retrata um personagem de casaco vermelho e nariz quebrado, passando por uma noite extremamente obscura da alma em Vegas. Em vídeos sequenciais ele começa a festejando e jogando, em seguida é espancado em uma briga e, à medida que a trama desenrola em mais vídeos a coisa vai ganhando traços de estranheza máxima quando ele parece possuído por um espirito maligno e comete um assassinato.


Como muita arte dessa natureza, ele também sugere um olhar para o coração de seu criador, levando à especulação de fãs e da mídia sobre suas ex namoradas de alto nível - no caso de The Weeknd, Bella Hadid e Selena Gomez - e de deboches passados e mau comportamento em relação a si e aos outros.



Cla Ribeiro

34 visualizações

2020  -                                      CLA Magazine  Todos os Direitos Reservados